16 de fevereiro de 2013

A Corrida de Escorpião (The Scorpio Races) - Maggie Stiefvater

Livro: A Corrida de Escorpião (The Scorpio Races)
Autor (a) Maggie Stiefvater
Número de Páginas: 378
Editora: Verus
 
Fico bem feliz com o sorriso, porque meu pai uma vez me disse que devemos ser gratos pelos presentes mais raros.

Quando eu fiz a postagem li Até a Página 1oo e... (aqui) comentando sobre este livro eu realmente não havia captado o teor dele. Algumas pessoas deixaram comentários dizendo que não o leriam, principalmente por eu ter mencionado cavalos assassinos, então vou explicar.
 
A história do livro ocorre em Thisby, todos os anos no mês de novembro, cavalos d’água emergem do mar de Escorpião. Caso você esteja se perguntando cavalos d’água? Sim, exatamente isso. Segundo a autora os cavalos são mencionados em lendas da Escócia e Irlanda. No livro os cavalos são chamados de Capall Uisce quando citado apenas um cavalo e Capaill Uisce quando for uma tropa.
 
Então, no mês de novembro quando ocorrem às corridas, os cavalos saem do mar e os moradores saem à caça deles, pois esses cavalos são os mais rápidos que existem, mas também são muito traiçoeiros. A corrida ocorre na praia. Quanto aos cavalos serem assassinos, deve-se ao fato de matarem e comerem pessoas e isso ocorre às vezes.

Minha mente é uma confusão de pensamentos. Eu vi esse cavalo rasgar a garganta de um homem há apenas um dia. É o cavalo mais rápido da ilha. Vou desonrar a morte de meus pais. Estou com medo de amar isso. Estou com medo de ter medo. Quero que Sean Kendrick pense bem de mim. Desejo ser capaz de lidar comigo mesma à noite, quando deitar na cama e pensar no que fiz nesse dia.
 
Sean Kandrik é um rapaz de 19 anos, nos últimos quatro anos foi ele quem ganhou a corrida de Escorpião. Sean é um tipo de encantador dos Capaill Uisce, é a ele que as pessoas recorrem quando alguns cavalos saem da linha, mas até mesmo Sean é surpreendido. O melhor amigo de Sean é um Capall Uisce chamado Corr.

Fico surpresa com a voz dele por alguma razão, a maneira como ela soa quando ele está falando em vez de gritando sobre o vento. Ela faz com que ele pareça menos duro. Noto que ele cheira a feno e a cavalos, e aquilo faz com que eu goste um pouquinho mais dele.
 

 
Puck Conolly é uma jovem que perdeu seus pais para os cavalos d’água. Ela mora com seus irmãos, porém eles estão passando por muitas dificuldades o que faz com que ela inscreva-se para participar da corrida. A melhor amiga de Puck é uma égua chamada Dove.
 
Puck é tão corajosa e determinada, quando ela começa a treinar para a corrida não esperava os obstáculos que teria que enfrentar, até porque sua égua é um animal normal. Apesar de todo medo que ela sente não deixa transparecer isso e ao seu lado terá Sean para ajudá-la, porém a corrida tem apenas um vencedor e os dois tem motivos para ganhá-la.

Imagino se ele está pensando que é loucura uma garota como eu competir nas corridas e que não faz sentido esperar até o fim do mês porque não haverá dinheiro, pois ficarei em último lugar ou estarei simplesmente morta.

 
Sean é diferente dos “mocinhos” que tenho lido. Ele é misterioso, focado, tem um coração duro e parece não se preocupar com ninguém. Ele já sofreu muito e uma das maiores dores que teve na vida, foi seu cavalo Corr quem lhe deu.
 
O relacionamento de Sean e Puck é algo tão inocente, é um sentimento que vai acontecendo aos poucos, demora a amadurecer, mas quando acontece é lindo.
 
O livro tem muitos personagens peculiares e gananciosos. Ele descreve bem cada etapa que antecede a corrida. O final é perfeito, eu não poderia imaginar outro melhor.
 
Eu gostei muito desta leitura, é uma história diferente de tudo que já li. A autora escreve com uma magia envolvente que não me fez querer largar o livro. E o principal, fala de coragem e lealdade.
 
Não vou dizer que é uma leitura fácil, eu até demorei bastante para ler, parecia que eu queria absorver cada linha do livro. Achei um pouco complexo e são muitos personagens, mas valeu a pena cada segundo que eu tive o livro em minhas mãos.
 
Quem tiver a oportunidade de ter o livro em mãos, não deixe de ler.
 
Livro recomendado.
 
Algumas imagens que encontrei na net sobre o livro:
 
Corr e Dove (Fonte)
 
 Puck e Sean (Fonte)
 
Corr e Sean (Fonte)
 
Outras Capas: (amei a capa vermelha).
 

 

17 comentários

  1. Ainda nõ tinha me empolgado muito com o livro não, mas com as suas 5 estrelinhas e a sua recomendação estou começando a querer ler....quem sabe eu também goste né?

    Van - Blog do Balaio

    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/2013/02/sorteio-meu-aniversario-presente-para.html

    ResponderExcluir
  2. Ainda nõ tinha me empolgado muito com o livro não, mas com as suas 5 estrelinhas e a sua recomendação estou começando a querer ler....quem sabe eu também goste né?

    Van - Blog do Balaio

    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/2013/02/sorteio-meu-aniversario-presente-para.html

    ResponderExcluir
  3. Oie!
    Olha, eu acho que eu faço parte deste grupo que disse que não leria, mas lendo agora sua resenha eu até fiquei curiosa para ler. Parece interessante o livro, gosteii.
    Gostei das imagens que vc conseguiu sobre o livro.

    Bjinhs*

    ResponderExcluir
  4. Nossa!!
    Mas o livro ficou MUITO mais interessante depois dessa resenha!
    Adorei a história tão diferente, mas acho que teria um pouco de dificuldade na leitura, porque sou PÉSSIMA pra gravar tantos nomes =/
    Mas tá aí uma história que me chamou muita a atenção!

    Dani / @daride

    ResponderExcluir
  5. Mesmo ficando meio com medo desses cavalos assassinos, a historia eh bem diferente e faz com que vc fique com vontade de ler! kkkkk
    Cavalos são tão amorosos para serem assassinos auhahuahuhuahuauha
    Que lindo os desenhos!! E concordo com vc, a capa vermelha eh a mais linda!
    Parabens pela resenha
    Beijoos

    ResponderExcluir
  6. Como eu tinha tido no post eu tenho curiosidade de ler por se tratar de algo que a autora pegou de lendas e desenvolveu, achei mega criativo, adoro quando os autores fazem isso, demonstra interesse em fazer algo novo e não repetir algo muito batido. Cavalos assassinos não me importam, somente meu trauma com a autora e essa escrita poetica, acho que por isso não tenho paciencia de ler, quero ler rapido pra terminar logo, então paciencia minima.
    Mesmo assim espero ler em breve, pelo menos nesse primeiro semestre, pq tem tanta coisa na fila rsrsr
    Bj

    ResponderExcluir
  7. Só pela sua resenha, já fiquei intrigada a respeito desse livro, realmente é bem diferente de tudo que já li, e me interessou o fato desses cavalos mágicos. Ficou ótima a resenha, já vou adicionar o livro para minha lista de leituras =D

    Bjs

    daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
  8. Gostei da sua resenha, acredito que quando lemos um livro diferente do que estamos acostumados amadurecemos como leitor, principalmente. Parabéns e valeu pela dica, me lembrou um pouco a série Pegasus, por causa dessa relação entre cavalo e humanos. Interessante!!!

    ResponderExcluir
  9. Gostei do seu blog ..
    Lindos os trabalhos ....
    Bj♥
    Leila
    www.fazendoarteleriente.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Eu fui uma das pessoas que não queria ler o livro por causa dos cavalos assassinos! rs
    Mas confesso que agora, com tudo perfeitamente explicado, eu gostei e entendi que não é uma coisa sem pé nem cabeça. Também adorei os personagens principais e a forma como o relacionamento deles vai sendo construído (isto é uma coisa rara nos livros atuis.. é sempre tudo tão repentino).
    Gostei mesmo e pretendo ler. Não me envergonho de mudar de opinião. Realmente, pré-julgamentos não valem de nada.
    Obrigada pela resenha. Está ótima mesmo!
    bjs

    ResponderExcluir
  11. Mesmo com a sua explicação eu achei a ideia criativa, mas não leria esse livro, sei lá acho os cavalos dóceis para serem visto como maus

    http://enfimshakespeare.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Thais de Moraes2/16/2013

    Como eu já disse no "Li Até a Página 100 e... #07", cavalos assassinos não faz muito o meu estilo literário. Disse que não leria e continuo mantendo minha opinião. A ideia de cavalos mágicos é interessante, mas mesmo sendo um livro totalmente diferente, dessa vez vou deixar passar.. =D

    ResponderExcluir
  13. Eu ainda nenhum livro da Maggie infelizmente mas já no outro post tinha expressado minha curiosidade em relação a esse livro. Achei o tema bem diferente até porque não li nada que falasse sobre cavalos, muito menos que fossem assassinos kkk E pelo que você falou sobre a personalidade de Sean, algo me diz que vou gostar bastante dele :D
    Adorei a resenha!

    Bjs
    @Tibiux

    ResponderExcluir
  14. Kati, adorei a sua resenha. É fácil escrever sobre um livro que você amou.
    Só lerei A corrida de escorpião porque você falou bem dele, haha.

    Beijokas linda e tudo de bom.
    Blog da Mylloka

    ResponderExcluir
  15. Acho a capa desse livro linda. E a historia me chamou a atenção desde a primeira resenha que li. Livros complexos n me assustam pelo contrario, me desafiam. Adorei, vou ler com certeza. Bjksss

    ResponderExcluir
  16. Fui uma das que ficou com o pé atrás a respeito dos cavalos no post dos quotes! Mas agora vi que o livro é totalmente diferente, parece ter muito aprendizado nele, sem contar que gosto muito de histórias que falam de lendas, mesmo que elas não sejam aqui do Brasil é bacana conhecer! Fiquei muito curiosa com Sean e Puck, parecem ser personagens bem trabalhados emocionalmente eles. Vou adicionar o livro a minha lista pois fiquei bastante interessada.

    Abraços,
    Raquel.

    ResponderExcluir
  17. Anônimo10/22/2014

    Conheci a autora com a série dos lobos de Mercy Falls e me apaixonei completamente pela escrita. Dizem que ela enrola muito, mas eu amei o jeito meio poético com que ela faz os capítulos.
    Esse livro já está na minha lista faz séculos, mas me falta dinheiro -.-' Depois da sua resenha fiquei ainda mais empolgada.
    No momento estou lendo a série dos corvos, mas o próximo livro será, com certeza, esse.

    Bjs
    Sophia ^^

    ResponderExcluir