1 de dezembro de 2016

Amor Verdadeiro - Jude Deveraux

Livro: Amor Verdadeiro (True Love)
Série Nantucket #1
Autor (a): Jude Deveraux
Número de Páginas: 464
Editora: Planeta (Selo Essência)
Compre aqui.

Sinopse: Ambientado numa ilha paradisíaca e um dos romances mais cultuados de Jude Deveraux, best-seller americana que já vendeu mais de 60 milhões de exemplares pelo mundo, o livro conta a história de Alix Madsen. Quando ela está terminando a faculdade de arquitetura, Addy Kingsley, amiga de seus pais, morre. No testamento, a mulher estipula que a jovem tem direito a viver por um ano em sua encantadora casa do século XIX na ilha de Nantucket (Massachusetts), EUA. O relacionamento de tia Addy com a família Madsen é um mistério para Alix, mas ela aceita a oferta e, ao chegar na propriedade dos Kingsley, percebe que não é má ideia passar uma temporada ali. Além de o lugar ser um sonho para qualquer arquiteto, ela conviverá com o charmoso Jared Montgomery Kingsley, dono de um dos mais importantes escritórios de arquitetura do país e sobrinho-neto de Addy, portanto, herdeiro natural da casa. O que Alix não imaginava era que tia Addy tinha um propósito muito específico para ela quando a colocou naquele lugar: solucionar o desaparecimento de Valentina, uma das mulheres da família Kingsley, ocorrido cerca de dois séculos antes. Em meio ao verão na ilha, Alix e Jared serão obrigados a conviver, o que pode ser a chave para desvendar o tal mistério dos Kingsley.

RESENHA por Katielle Borba.

Oi, tudo bem?

A resenha de hoje é do livro Amor Verdadeiro da Jude Deveraux. A publicação é da Editora Planeta (Selo Essência) e este é o primeiro livro de uma trilogia. A Lu já leu a edição de Portugal e vocês podem conferir a resenha clicando aqui.

Amor Verdadeiro era um dos livros que eu namorava há muito tempo. Quando a Editora anunciou a publicação aqui no Brasil fiquei muito feliz e depois de ler a resenha da Lu, fiquei curiosa. Eu não esperava a história apresentada e fiquei muito satisfeita em ter ficado apaixonada pela trama. 

Amor Verdadeiro narra a historia de Alix Madsen e de Jared Montgomery Kingsley. No momento Alix está terminando a faculdade de arquitetura e tentando juntar os pedaços do seu coração, pois seu namoro de anos acabou. Ela está muito triste, mas no meio desse turbilhão recebe uma inusitada notícia; uma antiga amiga de sua família morreu e deixou estipulado no testamento que ela passe um ano em sua casa na ilha de Nantucket; Alix fica um tanto receosa, mas estão acontecendo tantas coisas em sua vida que decidie ir. Em Nantucket Alix conhece o verdadeiro herdeiro da casa, Jared, e se não bastasse, ele também é o ídolo dela. Jared é um arquiteto renomado, mas não gosta da fama, então muitas vezes ele é “mal educado” com suas fãs. Na ilha, Alix descobre que não é para ela somente viver um ano na casa, também está incumbida de desvendar um mistério de 200 anos que paira sobre a família Kingsley, e é claro que ela contará com ajuda do seu ídolo, Jared. 

A história é narrada em terceira pessoa e alterna entre muitos personagens. A quantidade de pessoas foi quase um problema para mim, nos primeiros capítulos pensei que teria que pegar um caderno para escrever, pois em alguns momentos me senti confusa. Acredito que essa foi a real intenção da autora, pois a história se passa em uma pequena ilha e é bem o típico lugar onde todo mundo sabe sobre todo mundo. Em Nantucket é impossível fazer alguma coisa escondido, pois sempre tem alguém à espreita; lá é o lugar onde a pessoa sai na rua e cumprimenta todos, então acredito que foi por isso termos tantos personagens. A família Kingsley é enorme e é fato que todos estão a par de tudo que se sucede no meio deles. Depois de alguns capítulos eu já estava familiarizada com todos, rindo dos diálogos e situações que eles viviam. A trama é leve, divertida e muito gostosa.

Outro ponto muito interessante é o Jared. Quando Alix o viu pela primeira vez quase imaginei o coitado como um mendigo, afinal estava há dias no mar, barbudo e cabeludo, mas mesmo assim ela conseguiu descrever a beleza dele. Demora um tempo até eles se tornarem amigos, pois Jared, como um famoso arquiteto, acha que Alix será uma de suas fãs loucas, daquelas que ficam fazendo um milhão de perguntas e achando que ele é o maior ser do universo. Ela acha isso mesmo, mas consegue se controlar muito bem quando está na presença dele.

Amor Verdadeiro tem uma trama cheia de mistério. Quando Alix chega a Nantucket percebe que muita coisa referente à sua vida era mantida em segredo; seus pais têm segredos, Jared têm segredos e aos poucos ela vai desvendando-os. Como ela tem que descobrir o grande mistério da família, as histórias do passado e do presente se entrelaçam, e conforme os dias passam, ela percebe que pode viver ali para sempre. O livro tem uma pegada sobrenatural que eu adorei; fiquei envolvida pela história, torcendo pelos finais felizes e rindo muito com essas pessoas queridas. 

Espero que a Editora não demore muito para publicar o próximo volume, pois só para variar já estou muito curiosa a respeito dos próximos personagens. 

Quem gosta de um bom romance, de um livro descritivo sem ser cansativo, de uma trama bem construída e de lugares lindos, deve ler Amor Verdadeiro. O livro é um encanto desde a primeira página e certamente vocês irão amar as histórias lindas que ele contém.

— Esperando pelo Príncipe Encantado?
— Não é isso que fazem todas as mulheres? E você, está esperando por Cinderela?
— Na verdade — Jared respondeu lentamente —, prefiro esperar pela Rainha Má. Acho que ela deve ser muito mais divertida.
Os dois riram.

Leitura recomendada. 

Série Nantucket:
01. Amor Verdadeiro;
02. For All Time;
03. Ever After.

Outras capas:

   




30 de novembro de 2016

Lançamento - Sorrisos Quebrados de Sofia Silva

Oi, pessoal!
É com imensa satisfação que hoje faço a divulgação de SORRISOS QUEBRADOS da querida Sofia Silva. O livro estará disponível a partir do dia 6 de dezembro na Amazon. 


A Luciana e eu estamos torcendo muito para que o livro tenha mais sucesso ainda e que alguma Editora brasileira compre os direitos de publicação.
O livro já foi resenhado no blog (aqui), mas essa nova versão terá trechos novos. <3
Assim que o link de vendas  for divulgado postarei em todas as páginas do blog.
Confiram as informações abaixo.

Sorrisos Quebrados - Sofia Silva.
Paola
Perante Deus, o meu marido prometeu me amar.
Cuidar de mim. Ser meu amigo.
Perante todos, disse que me amava. Que íamos ser felizes.
Viver para sempre juntos.
Mentiu em tudo.
Até que um dia, perante mim, ele disse que ia me matar. E não mentiu.
A partir desse dia vivi escondida no meu mundo, até o André aparecer.
André
Não procurava nada. Não queria ninguém.
Não depois de tudo que vivi.
O meu coração estava escondido na escuridão, até a Paola surgir com as suas cores,
pintando a minha vida.
Sorrisos Quebrados é um romance colorido entre duas pessoas Quebradas por
relacionamentos passados. Uma história de superação dos próprios medos e promessas.

“Eu acredito que sou um quadro abandonado por alguém que nunca desejou ser pintor. Alguém me pegou quando era uma tela branca e em vez de me pintar com a suavidade dos pincéis, me rasgou com o lado pontiagudo.”

SOFIA SILVA é uma autora portuguesa, licenciada em Ensino Básico, que vive na mais bela cidade: O Porto.
Apaixonada por literatura, com tendência para romances dramáticos de final feliz, decidiu escrever sobre quem é diferente, nascendo assim os Quebrados.


29 de novembro de 2016

Um Amor Para Lady Johanna - Julie Garwood


Livro: Um Amor Para Lady Johanna (Saving Grace)
Autor (a): Julie Garwood
Número de Páginas: 400
Editora: Universo dos Livros
Compre aqui.

Sinopse: Uma jovem viúva. Um guerreiro escocês fascinante. Duas vidas transformadas pelo amor e por uma paixão avassaladora. Quando Lady Johanna soube que estava viúva, ela prometeu que jamais se casaria novamente. Com apenas dezesseis anos, ela já possuía uma força de vontade que impressionava a todos que enxergavam além de sua beleza avassaladora. Contudo, quando o Rei John ordenou que ela se casasse outra vez – e selecionou um noivo para ela – pareceu que a moça deveria se conformar com esse destino. Seu irmão, no entanto, sugere ao Rei um novo pretendente:o belo guerreiro escocês Gabriel MacBain. No início, Johanna estava tímida, mas, conforme Gabriel revelou com ternura os prazeres magníficos a serem compartilhados, ela começou a suspeitar que estava se apaixonando por seu novo e rude marido. Logo ficou claro para todo o clã das Terras Altas, portanto, que o ríspido e galante lorde rendera completamente seu coração. Porém, a iminência de uma intriga da realeza ameaça separar o casal e destruir o homem que ensinou a Johanna o significado do verdadeiro amor, que a transportou além de seus sonhos mais selvagens.

RESENHA por Luciana Corrêa da Silva.

Oi pessoal!

Desculpem meu sumiço, resolvi colocar a leitura de umas séries em dia, alguns livros daqui de Portugal e meio que perdi o embalo nas resenhas. Agora tento retomar e, ao mesmo tempo, trazer para vocês um livro que eu adorei ler o e-book. O livro é Um Amor para Lady Johanna, escrito por Julie Garwood. Eu já li um livro dessa autora há alguns anos e lembro que adorei. Julie é uma autora de vasta obra, traduzida em cerca de trinta países e isto compõe um conjunto de mais de trinta milhões de livros vendidos e dezessete títulos entre os mais vendidos do New York Times.


O livro conta a história de uma mocinha inglesa e um Lord escocês. A mocinha casou-se muito cedo com um horrível homem inglês, que é uma das piores personagens que você provavelmente encontrará em um romance. A ambientação é feita no século XIII, então vocês podem ter uma ideia do que a coitada passa nas mãos do tenebroso marido, que é aliado de um bispo muito mau. Isto tudo lega a ela uma vida de privações, surras e penitências terríveis, mesmo que seus pecados não passem de pensamentos inúteis.

Mas um dia Lady Johanna vê-se viúva e sem nada para sofrer, o problema é que o rei desconfia que ela saiba de algo que não pode saber e a mantém trancafiada. Então seu irmão vê no seu casamento com um guerreiro escocês a solução para todos problemas, o dele, os dela e os do guerreiro, que perdeu as terras que agora são dela. A aliança é um estratagema brilhante e resolverá tudo de uma vez. Johanna ficará protegida e o Lord terá de volta as terras e o castelo pilhados pelos ingleses.

MacBain ultrapassava a seus soldados. Era um homem gigantesco, de aspecto e temperamento ferozes, cabelo castanho e olhos cinza.

Gabriel MacBain, é um homem duro, tenta a todo custo unir dois clãs que foram praticamente dizimados pela guerra. Ele não tem modos “ingleses”, não é um cavalheiro e muito menos teme qualquer coisa. Mas, assim que ele se encanta por aquela mocinha franzina e tímida, ele passa a ser um homem gentil, protetor, cuidadoso (ao modo dele)… mas só com ela. As preocupações que ele tem com aquela que agora é dona da sua casa é tanta, que nos arranca risadas. Já Johanna é uma mulher muito forte, determinada, aguerrida, corajosa, que aprendeu a esconder tudo isso para poder sobreviver e ela não facilitará as coisas para o guerreiro escocês.

Johanna não é uma mocinha comum, ela nos encanta a cada página, seja por sua força, sua segurança ou até mesmo pela sua entrega. Ela é aquela, que mesmo sem querer, traz luz por onde passa, e é através dessa linda personagem que teremos com personagens secundários maravilhosos, como o cão que parece o demônio e demonstra afeto rosnando, o menininho órfão que só quer ser amado, o velho que todos pensam ser louco, mas que na verdade é o mais sábio de todos.

Ler esse livro me fez viajar por uma história maravilhosa e completa. É um romance de época bem diferente, pois situa-se no século de 1200 e nos traz um enredo completo. O livro não aborda só o casal principal, ele nos brinda com os conflitos entre Inglaterra e Escócia, a disputa pela terra, pelos clãs. A autora descreve a vida plena de Johanna e todos os que a rodeiam e de uma forma tão brilhante que, apesar de todas as páginas, quando acaba ainda queremos mais. Julie fez deste enredo algo eletrizante de ler, que fez meu coração bater mais forte e se enaltecer com um amor tão bonito que nasce e cresce aos olhos do leitor.

A sensação que fica é a de que li algo realmente especial e incomparável. Só não pude classificar com cinco estrelas (com dor no coração), devido aos erros de tradução e revisão. Através dessa obra a autora ganhou meu coração e demonstrou uma incrível capacidade de criar narrativas com personagens cativantes, emoções fortes e enredos com reviravoltas surpreendentes. Seu toque de humor, a força dessa bela história nos faz rir e chorar. Ver nascer em Gabriel e Johanna o mais puro e verdadeiro amor foi emocionante.

Leitura recomendada. (copiei da Kati)

Beijo pra vocês e até a próxima ;)

Imagem: https://goo.gl/NOi4yd.

Outras capas:

   



28 de novembro de 2016

Ligeiramente Pecaminosos - Mary Balogh

Livro: Ligeiramente Pecaminosos (Slightly Sinful)
Os Bedwyns #5
Autor (a): Mary Balogh
Número de Páginas: 272
Editora: Arqueiro
Compre aqui.

Sinopse: Em meio à Batalha de Waterloo, lorde Alleyne Bedwyn é ferido e dado como morto pela família. Ao acordar, ele se vê no quarto de um bordel sem lembrar quem é ou como foi parar ali. Sua única certeza é que deseja conquistar o coração do anjo que cuida dele todo dia.
Contudo, assim como ele, Rachel York não é quem parece. Depois de enfrentar uma situação difícil, que a levou a viver numa casa de pecados, agora a bela e inteligente jovem precisa recuperar seu dinheiro e as economias das amigas prostitutas, roubados por um falso clérigo. E o belo soldado de quem vem cuidando parece perfeito para se passar por seu marido e ajudá-la em seus planos.
Porém, apesar de ter perdido a memória, Alleyne não perdeu nada de sua sedução. De volta a Londres, os dois se envolvem em um escândalo pecaminoso e, a cada beijo, esquecem que seu relacionamento é apenas uma farsa e ficam mais perto de se entregar à paixão.
Neste quinto livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh apresenta um romance repleto de humor, com personagens carismáticos que o leitor não conseguirá abandonar ao fim da história.

RESENHA por Katielle Borba.

Oi, gente!

A resenha de hoje é do livro Ligeiramente Pecaminosos da autora Mary Balogh e publicação da Editora Arqueiro. Este é o quinto livro da Série Os Bedwyns.

Falar deste livro é bastante difícil, afinal, já estamos no quinto volume e ele tem ligação direta com o livro anterior. Vou tentar amenizar as informações e a resenha, pois não quero que ninguém diga por aí que acabei soltando um spoiler.

O Lord Alleyne Bedwyn perdeu a memória. No momento ele está em uma casa de reputação duvidosa, sem lembrar o próprio nome ou de quem foi na vida. Ele escapou da morte e sua salvadora, que ele claramente acha que é um anjo, se chama Rachel York. A vida não está fácil para ninguém, muito menos para as moradoras da casa e o pior é que Rachel acha que a responsabilidade da situação é sua. Ela tem um plano para dar a volta por cima e como o homem que está deitado em sua cama não lembra nada, passa a ajudá-la em uma farsa bastante divertida. 

Ligeiramente Pecaminosos é narrado em terceira pessoa e alterna entre os dois protagonistas; a história é gostosa e fluída. Gostei muito de como o drama que envolvia Alleyne foi tratado; logo no primeiro capítulo percebemos que, apesar da riqueza ele se sente vazio, parecia que faltava algum afazer ou alguém para que se sentisse útil. Quando perde a memória, Alleyne faz muitos amigos, ironicamente são pessoas que antigamente ele nunca daria importância; um desses amigos diz para ele que quem sabe essa amnésia seja para ele reencontrar-se, para fazer coisas melhores, ajudar as pessoas e essa pessoa não poderia estar mais correta, pois é exatamente isso que acontece com nosso mocinho. 

A Rachel é um doce, gostei muito da personalidade decidida dela. A coitada foi abandonada e enganada, mas nem por isso deixou de acreditar nas pessoas. Quando ela encontra Alleyne é como se um pedaço do seu coração tivesse se perdido para sempre. Ela é boa, não mede esforços para ajudar quem está a sua volta, não consegue magoar ninguém e sempre pensa no bem estar dos outros antes do seu. 

Ligeiramente Pecaminosos trouxe muitos personagens improváveis e adorei isso. Para mim este foi o livro mais divertido de todos, ri muito com essas pessoas malucas. Este também foi o livro mais emocionante, o final foi de deixar meu coração apertado, mas muito feliz pelo desenrolar dos acontecimentos.

O próximo livro da série será do irmão mais velho, o Duque de Bewcastle, nem preciso dizer o quando estou ansiosa, desde a leitura do primeiro volume de Os Bedwyns quero ler o livro do Bewcastle. Quem já leu algum livro da série sabe que dá medo do jeito frio dele e de como ele olha para as pessoas pelo monóculo, kkkkkkk. Uma pessoa muito sábia disse o seguinte sobre o duque neste livro: se colocasse um cubo de gelo em sua mão, ficaria lá para sempre, pois não derreteria. Concordo completamente. 

Finalizo aqui, pois não posso falar muito mais sobre a história. Só indico que leiam essa série, é ótima. Nunca me cansarei de agradecer a Editora Arqueiro pela publicação desses romances lindos, então, obrigada!

– Você é o meu amor, sabe? É a minha nova vida. Embora eu pudesse levar esta vida sem você, preferiria que não fosse assim. Quer se casar comigo?
Leitura recomendada.

Os Bedwyns:
05. Ligeiramente Pecaminosos;
06. Ligeiramente Perigosos;

Outras capas: