28 de março de 2017

O Ano em que Nos Amamos Perigosamente - Julia Landon

Livro: O Ano em que Nos Amamos Perigosamente
(The Year of Living Scandalously)
Hadley Green #1
Autor (a): Julia Landon
Número de Páginas: 408
Editora: Quinta Essência/Portugal
Compre aqui.

Sinopse: Inglaterra, 1808. Quando Declan O'Conner, conde de Donnelly, chega a Hadley Green para conhecer a nova condessa de Ashwood, basta-lhe apenas um olhar para perceber que a bela nobre que o recebe não é quem deveria ser. Para tentar fugir a um casamento indesejável, Keira Hannigan assumiu a identidade da verdadeira condessa, sua prima, em viagem pelo estrangeiro. Intrigado com o segredo que rodeia a mentirosa sedutora, Declan decide não a desmascarar e até concorda em ajudá-la a lançar luz sobre o mistério que envolve as preciosas joias desaparecidas de Ashwood. A situação, no entanto, precipita-se rapidamente quando um chantagista obscuro ameaça revelar o escândalo e o conde percebe que deve proteger Keira a todo custo.

RESENHA por Luciana Corrêa da Silva.

Olá, como estão?

O livro de hoje é mais um daqui de Portugal, editado pela Quinta Essência, chamado O Ano em que Nos Amamos Perigosamente. Escrito por Julia London, autora de mais de duas dezenas de romances, já recebeu várias indicações ao RITA e recebeu o Romantic Times Bookclub Award. Para saber tudo sobre ela, acesse: www.julialondon.com. Este livro é o primeiro de uma série chamada Hadley Green e possui o título original The Year of Living Scandalously.

O ano é 1793 e Lily Boudini é uma menina muito amada, que vive em Hadley Green com o Conde e a Condessa Ashwood. Ela é travessa, inteligente e muito curiosa. Assim, quando um grande acontecimento, esperado por todos, acontece na residência, Lily vê algo que não devia. Em meio a casais que se abraçam e se acariciam nos corredores, onde ela não deveria estar, presencia cenas escandalosas e também uma pessoa que foge nas sombras, durante a madrugada.

Em meio aos festejos do festival que dura o dia todo, alguém roubou as joias mais preciosas da condessa e Lily viu o homem fugir durante a madrugada. Este é acusado e, devido ao testemunho de Lily, é enforcado cinco dias depois do acontecido. Nada mais será igual, os donos da casa discutem e Lily se vê deixando a casa e indo morar com a sua outra tia na Irlanda. Lá ela refaz sua vida até que anos depois recebe a notícia de que o Conde morreu e ela é a nova Condessa de Ashwood, herdeira da propriedade e do título.

Assim, Lily vê-se na iminência de perder uma oportunidade de estar mais perto de seu pretendente e Keira, sua prima querida, que a tem como irmã, vê-se na iminência de casar com quem não quer. As duas bolam um plano infalível, elas trocarão de lugar. Keira assume a identidade da condessa e Lily segue em viagem para a Itália. As coisas ocorrem de forma muito fácil e, mesmo sem querer mentir, assim que Keira chega à Hadley Green, vê-se diante de pessoas que a confundem com Lily e ela não consegue desmentir.

Os anos passam e o mistério acerca do roubo de Hadley Green nunca foi resolvido. Declan O'Conner, conde de Donnelly, chega a Hadley Green vindo da Irlanda para criar seus cavalos e aproveita para conhecer a nova condessa de Ashwood. Mas basta-lhe apenas um olhar para que ele tenha certeza de que a bela moça que o recebe não é quem diz ser, pois ela é Keira, seu amor do passado.

O livro é instigante e cheio de “farpas”, por assim dizer. Lily aparece somente ao final, mas permeia toda a história. Sua mágoa por ter acusado um homem ao qual não viu o rosto, suas más lembranças do lugar, fazem com que tomemos entendimento dos fatos somente junto dos personagens. Isso causou-me certa inquietação, mas após a metade do livro, eu já estava conformada de que o final seria fantástico e assim foi.

Este primeiro livro deixa muitas lacunas acerca do que ainda vai acontecer na trama, pois além de termos um vilão muito mau e chantagista, ele acaba nos mostrando a verdadeira face somente às últimas páginas, com uma risada maquiavélica. Agora, cá estou eu, ansiosa e desesperada pelo próximo livro, já que este não me contou nem metade das coisas que eu quero saber sobre o mistério do sumiço das joias e o destino dos personagens.

O livro é muito estimulante, apresenta-nos os personagens de uma forma diversa, já que Lily, a personagem que abre a trama, some em determinada parte e só reaparece bem no final do livro. Isso foi proposital e muito bem escrito, pois nos proporciona conhecer a fundo a vida de Keira e Declan e o quanto eles implicam um com o outro. Declan é um homem muito correto e, logo de cara, ele atiça Keira pelas mentiras que ela conta, mas ao se dar conta de que ela corre perigo, dispõe-se a ajudá-la com todas as forças e meios que tiver. Isso tudo reacenderá as chamas que estavam adormecidas.

Adorei essa história, adorei os personagens e a forma como a autora conduziu o enredo. Pena foi ter um final não tão conclusivo, pois agora aguardo o próximo livro para saber mais.

Leiam, divirtam-se! Ah, espero que alguma editora se interesse por publicar essa autora no Brasil, ela é maravilhosa.

Beijinhos...

Hadley Green: 
01. O Ano em que Nos Amamos Perigosamente;
1,5. The Christmas Secret;
02. A Vingança de Lorde Eberlin;
03. The Seduction of Lady X;
04. The Last Debutante.

Outras capas: 

 


27 de março de 2017

Amor Imenso - Penelope Ward

Livro: Amor Imenso (RoomHate)
Autor (a): Penelope Ward
Número de Páginas: 272
Editora: Planeta (Selo Essência)
Compre aqui e aqui.

Sinopse: Desde garoto, Justin amava Amelia, que odiava Justin desde que ele se mudou para a casa vizinha à da sua avó, em Rhode Island. Não, nada disso. Amelia também amava Justin, mas um mal-entendido o fez pensar que a garota mais incrível do mundo não correspondia ao seu amor e, pior, o odiava.
Os anos se seguiram, e os dois tomaram caminhos distintos até que o destino – e um empurrãozinho de Nana, avó de Amelia – os reuniu novamente na casa onde se conheceram quando eram adolescentes. Obrigados a compartilhar o mesmo espaço, Justin – que aparece na casa de praia de Nana com a namorada – e Amelia vivem como cão e gato. Orgulhosa, a princípio ela não dá o braço a torcer ao amor que sempre sentiu pelo vizinho e reluta o quanto pode contra os encantos de um Justin, agora, mais
maduro e... muito mais atraente. Será que ambos resistirão à paixão e ao desejo que os incita desde a adolescência?

RESENHA por Katielle Borba.

Oi, pessoal!

A resenha de hoje é do lindo Amor Imenso da autora Penelope Ward e publicação da Editora Planeta.

Amor Imenso conta a história de Amélia e Justin. Eles se conheceram ainda crianças e conviveram alguns anos juntos, eram vizinhos. Porém algo aconteceu e agora Justin odeia Amélia; eles se amavam, mas agora o que restou é apenas rancor e ódio. Os anos passaram e o destino, ou melhor a avó de Amélia, quis que eles se reencontrassem novamente e foi exatamente isso que aconteceu. Os dois estão reunidos na mesma casa onde passaram a infância e terão que conviver e acertar as diferenças do passado.


Gente, que livro é este?! A capa já tinha ganhando meu coração, mas a história é linda. Sabe aquele livro fofo, que a gente quer abraçar e amar eternamente?  É Amor Imenso. Quando terminei, quis ler novamente, pois a história é tão linda que eu só sei elogiar e suspirar.

Amor Imenso é narrado em primeira pessoa pela Amélia. A leitura é gostosa, envolvente e viciante. Li o livro em poucas horas, pois foi impossível ficar longe do Justin. Para mim o livro é divido em três partes: a volta, o depois e o reencontro. Vocês podem não entender minha divisão, mas se eu falar das duas últimas é spoiler na certa.

A primeira parte se dá com Justin e Amélia voltando a conviver novamente. Eles têm tantas coisas para acertar, tantas mágoas que é até difícil achar que podem ser pelo menos amigos novamente. Essa primeira parte intercala o presente com alguns flashs do passado, e assim podemos entender o que aconteceu com eles. A história dos dois prende o leitor desde a primeira linha, a escrita da autora é simples, mas muito viciante. Eu fiquei ávida, precisava saber o que aconteceria com eles, como resolveriam as diferenças. Parece que Justin e Amélia nunca irão se acertar, pois a autora ainda insere uma namorada na história (está na sinopse). A garota é tão legal que até me senti culpada quando desejei que ele largasse dela para ficar com Amélia.

Nada foi resolvido nos primeiros capítulos, então, veio a segunda parte e foi aí que fiquei verdadeiramente surpresa. A trama deu uma virada que eu não esperava e fiquei desesperada, pensei: e agora? Mas ainda bem que tudo se resolve, de uma maneira torta e linda, mas se resolve, e eu fiquei apaixonada.

O Justin é um príncipe. No início claro que não, pois ele se sente traído e o maior desejo dele é ferir Amélia como ela o feriu. Conforme os dias passam e a convivência aumenta parece que se dão uma trégua e tentam tornar-se amigos novamente. Apesar de todo o rancor ele nunca deixou de pensar nela e agora, na atual situação, ele nunca a deixaria de lado. Justin está presente para ajudar e proteger. É visível que eles se compreendem e se completam, nos gestos, nos diálogos e até pelo olhar.

A história tem uma tensão sexual desde o início, mas isso é insignificante perto de tudo que acontece. A história é dramática, romântica e engraçada. Consegui sentir tantas coisas boas, sentir verdadeiramente o que os personagens sentiam. Amor Imenso ainda trata de primeiras vezes, coisas que os personagens não queriam, mas que quando se viram diante da situação abraçaram com todo amor que tinham. Trata de superação e confiança; superar distâncias, aprender a confiar um no outro. Trata de tantas outras coisas boas que eu poderia ficar aqui falando sobre isso, por muito tempo.

Preciso agradecer a Editora Planeta por me proporcionar o prazer desta leitura. Que venham mais livros da Penelope Ward.

Enfim, acho que deu para perceber o quanto amei a leitura. Espero ter deixado vocês com muita vontade ler, pois além do livro ser ótimo, tem essa capa linda e não faz parte de série.

Eu nunca deixei de amar você. Houve momentos em que eu tentei te odiar, mas mesmo assim, eu nunca parei de te amar.

Leitura recomendada.


Outras capas:

 


26 de março de 2017

Lançamentos - Editora Planeta

Oi, gente!
Confiram os lançamentos de março da Editora Planeta.


Pecadora - Nana Pauvolih.

Todos nós éramos pecadores. Somente uma coisa diferenciava um pecador: as escolhas. Saber o certo e escolher seguir pelo caminho errado em vez de fazer o que era correto. Fechei os olhos. Apesar de tudo que tinha feito naquela noite, não me arrependi. Era pecado, era perdição, mas também era mais do que eu já tinha sonhado em ter.
Entre a rígida criação religiosa e o desejo que sempre a consumiu, Isabel precisa se encontrar. Casada há quatro anos com Isaque, seu namorado de adolescência, a jovem sabe que a relação está longe de ser satisfatória. Mas é só quando Isaque fica amigo de Enrico, um publicitário solteiro e bem-sucedido, que a situação começa a ficar insustentável. Agnóstico, sem amarras e cheio de mulheres, Enrico é tudo o que Isabel acredita rejeitar, mas ela não consegue deixar de se sentir interessada pelas histórias que o marido conta dele. Para piorar, ela consegue um emprego na agência dele, e agora terá de passar os dias ao lado do homem que traz à tona seus sentimentos mais proibidos. Neste novo romance, Nana Pauvolih, uma das maiores autoras de romances eróticos do país, mostra que o certo nem sempre precisa ser aquilo que é imposto, e sim aquilo em que se acredita.


Garota em Pedaços - Kathleen Glasgow.

Além de enfrentar anos de bullying na escola, Charlotte Davis perde o pai e a melhor amiga, precisando então lidar com essa dor e com as consequências do Transtorno do Controle do Impulso –um distúrbio que leva as pessoas a se automutilarem. “Viver não é fácil.” Quando o plano de saúde de sua mãe suspende seu tratamento numa clínica psiquiátrica – para onde foi após se cortar até quase ficar sem vida –, Charlotte Davis troca a gelada Minneapolis pela ensolarada Tucson, no Arizona (EUA), na tentativa de superar seus medos e decepções. Apesar do esforço em acertar, nessa nova fase da vida ela acaba se envolvendo com uma série de tipos não muito inspiradores. Cansada de se alimentar do sofrimento, a jovem se imbui de uma enorme força de vontade e decide viver e não mais sobreviver. Para fugir do círculo vicioso da dor, Charlotte usa seu talento para o desenho e foca em algo produtivo, embarcando de cabeça no mundo das artes. Esse é o caminho que ela traça em busca da cura para as feridas deixadas por suas perdas e os cortes profundos e reais que imprimiu em seu corpo. Romance de estreia de Katlheen Glasgow, que figurou na lista dos mais vendidos do jornal The New York Times e dos melhores livros do ano de 2016 da Amazon (EUA) e da revista TeenVogue. Nele, os leitores vão se emocionar e se inspirar na história da adolescente de 17 anos que, por conta de sofrer de Transtorno do Controle do Impulso, pratica o “cutting” –um distúrbio que afeta um grande número de jovens brasileiros e também personalidades do universo teen, como Demi Lovato e Britney Spears, entre outras.


Gordelícias - Vários autores.

Crônicas bem-humoradas de quatro mulheres felizes com seu corpo. Ao lerem numa revista feminina que as mulheres acima do peso deveriam ir à praia se ficassem enterradas na areia, somente com a cabeça para fora, as atrizes Cacau Protasio, Fabiana Karla, Simone Gutierrez e Mariana Xavier não conseguiram ficar caladas. Munidas de toda a sua indignação se uniram para protagonizar um protesto à altura da provocação: um ensaio fotográfico... na praia. A bordo de seus modelitos verão, as garotas, conhecidas do grande público por suas performances em comédias de sucesso (como Zorra Total e Vai Que Cola, entre outras atrações da TV e do teatro), desfilaram todo o seu charme, beleza e autoestima pelas areias de uma praia do Rio de Janeiro. Assim surgiu o movimento “Gordelícias”. Não satisfeitas, resolveram se reunir novamente para prestar um serviço social e de utilidade pública: escrever relatos nos quais contassem, com o bom humor que lhes é peculiar, suas aventuras a bordo de um shape que, muitas vezes, é rechaçado pela sociedade preconceituosa e pelas indústrias da moda e da beleza. O resultado é este divertido livro que abriga as histórias da infância, da adolescência, da vida adulta e profissional dessas quatro talentosas e espirituosas atrizes. E não precisa estar acima do peso para se identificar com as crônicas, porque o que você vai ler aqui é uma coletânea de lições de vida e de superação.


Pablo Escobar em Flagrante - Juan Pablo Escobar.

Quando parecia que tudo já havia sido revelado, eis que surgem novos e surpreendentes fatos sobre Pablo Escobar. Com o sucesso do seu primeiro livro – Pablo Escobar, meu pai – Juan Pablo percorreu a Colômbia e outros países da América Latina fazendo lançamentos e palestras. Nessas suas andanças, descobriu muita coisa que não sabia. E alguns personagens que haviam se recusado a conversar com ele, resolveram falar. O resultado é um retrato ainda mais minucioso do maior traficante das américas. Entre as novidades, Juan Pablo conta onde e com quem o pai estava quando seus pistoleiros assassinaram o ministro da Justiça Rodrigo Bonilla. Também expõe as minúcias de sua relação com o grupo rebelde M-19 e com o Barry Seal, piloto da CIA e informante da DEA. Mas foram as alianças macabras com a corrupção internacional que deixaram o filho assustado. “Confesso que fiquei com medo de trazê-las a público”, afirma ele.


A Mãe, a Filha e o Espírito da Santa - PJ Pereira.

Do mesmo autor da trilogia best-seller Deuses de dois mundos, o romance A mãe, a filha e o espírito da santa é uma fábula de fé e manipulação, e também um thriller sobre a desvairada religiosidade brasileira. O primeiro anjo deu a ela o poder da palavra. O segundo, o dom do milagre. E o terceiro, que sentiu pena da menina, ofereceu a escolha. Foi aí que danou-se tudo. Inspirado por casos reais de abuso religioso ao redor do mundo, o escritor PJ Pereira volta agora com uma história sombria, violenta e por vezes engraçada do despertar de uma mulher que, conforme relatos, foi anunciada pelos anjos como a nova Messias. A história começa na cidade maranhense de Codó, onde nasce Pilar, filha de uma mãe de santo do terecô. De lá, segue rumo a Brasília, onde conhece o misticismo new age e as igrejas evangélicas, e chega a São Paulo para se tornar a líder espiritual mais poderosa do país.


Cantos do Pássaro Encantado - Rubem Alves.

Cantos do Pássaro Encantado é uma reunião de crônicas sobre as fases do amor, desde o encantamento inicial, quando tudo é sonho e os olhos dos amantes só existem para o outro, até o fim melancólico de uma história que, por diversas razões, ou sem razão alguma, não pode mais existir. Mas Rubem Alves nos mostra, com a maestria que lhe é peculiar, que ainda há esperança e que, após a morte do amor, sempre há a possibilidade de ressurreição. Permeando o texto com experiências vividas e sofridas, Rubem Alves nos presenteia com um livro que é uma tradução apaixonada de seus amores, em todo seu enredo de vida, morte e ressurreição. “Gostaria que esse pequeno livro que escrevi sobre o amor, suas alegrias e tristezas, fosse um pedaço de mim. Porque, ao escrevê-lo, coloquei-me no lugar dos amantes e, pela magia da imaginação, procurei sentir o que eles sentiram: as alegrias dos amantes felizes e as tristezas dos amantes abandonados. Espero, então, que aconteça com os que o lerem aquilo que aconteceu comigo: que eles também se deixem ser possuídos pela magia da ficção e sintam, na fantasia, as emoções do amor, sem precisar senti-las na carne.” Rubem Alves


Bento XVI O Último Testamento - Joseph Ratzinger.

“Antes de ser um grandíssimo teólogo e mestre da fé, Bento XVI é um homem que realmente acredita e reza; um homem que personifica a santidade; um homem de paz, um homem de Deus.” Papa Francisco 
Bento XVI fez história ao ser o primeiro Papa em mais de 700 anos a renunciar ao cargo. A Igreja Católica em todo o mundo ficou chocada. Desgastado pela corrupção na Igreja e por uma série interminável de escândalos sexuais clericais, ele decidiu que a resolução de todos esses problemas estava fora de seu poder para um homem de sua idade. O último testamento está mais próximo de uma autobiografia do homem tímido e privado que permaneceu “escondido no mundo” em um antigo convento nos jardins do Vaticano. Ele quebra seu silêncio sobre questões como: o caso Vatileaks, em que seu mordomo vazou algumas de suas cartas pessoais que alegaram corrupção e escândalo no Vaticano; a presença de um “lobby gay” no Vaticano e como ele o desmantelou; sua suposta educação nazista; suas tentativas de limpar a “sujeira na igreja” (clerical abuso sexual) entre outras. Em um nível mais pessoal, ele escreve com grande admiração sobre seu sucessor, o Papa Francisco, que ele admite terum toque popular, uma qualidade que lhe falta. Muita controvérsia ainda envolve o Papado de Bento XVI – neste livro ele aborda essas controvérsias e revela como, em sua idade avançada, governar e reformar o Papado, e particularmente o Vaticano, estava além de suas capacidades.


Os que Voltaram Para Contar - Admir Serrano.

“O que há de mais surpreendente para nós, depois da morte física, é o reencontro da vida.” André Luiz 
Existe vida após a morte? Sabemos algo sobre vidas passadas ou futuras já neste plano? Há alguma possibilidade de desmembrar corpo e alma? E possível deixar o próprio corpo? Estas e outras perguntas serão discutidas e respondidas em Os que voltaram para contar. Histórias reais de pessoas que literalmente voltaram para contar visões e encontros que tiveram em outros planos, estudadas e vivenciadas pelo autor Admir Serrano, serão contadas para esclarecer, na medida do possível, o misterioso fenômeno conhecido como EQM (Experiência quase-morte).Aqui conheceremos histórias de pessoas que deixaram seu corpo e viram vidas futuras, encontraram Jesus, de crianças que viram a própria morte, de deficientes visuais que foram capazes de vivenciar uma EQM a partir de seus sentidos saudáveis e outros impressionantes relatos. A partir dessas histórias, poderemos entender melhor como o fenômeno ocorre, quais são as suas fases, qual o papel da consciência no momento destas experiências, o que a ciência já sabe sobre isso e quais seus questionamentos entre outras curiosidades. Perguntas ainda sem respostas continuam permeando a surpreendente discussão sobre outras vidas, EQMs e suas infinitas possibilidades.


25 de março de 2017

Novidade - V&R Editoras Brasil (Trilogia Captive Prince)

A V&R Editoras Brasil irá publicar no Brasil a trilogia CAPTIVE PRINCE, de C.S. Pacat
A trilogia é um sucesso absoluto e mistura elementos de fantasia épica com cenas tórridas, e o resultado é de tirar o fôlego.
A série conta a história de Damen, um nobre guerreiro que tem seu trono usurpado pelo irmão e exilado do reino para servir ao príncipe de uma nação inimiga como escravo sexual. Laurent, seu novo mestre, é manipulador, cruel e lindo, e, juntos, precisam sobreviver aos cruéis jogos políticos da corte de Vere.
O primeiro volume, Príncipe Cativo, chega às livrarias no 1º semestre.

Sinopse (Google Tradutor):
Damen é um herói guerreiro para seu povo, e o legítimo herdeiro do trono de Akielos. Mas quando seu meio-irmão toma o poder, Damen é capturado, despojado de sua identidade e enviado para servir ao príncipe de uma nação inimiga como um escravo de prazer.
Bonito, manipulador e mortal, seu novo mestre, o príncipe Laurent, personifica o pior da corte em Vere. Mas na teia letal do tribunal de Veretian, nada é o que parece, e quando Damen encontra-se apanhado em uma peça para o trono, ele deve trabalhar em conjunto com Laurent para sobreviver e salvar seu país.
Para Damen, há apenas uma regra: nunca, nunca revelar sua verdadeira identidade. Porque um homem que Damen precisa é o único homem que tem mais razão para odiá-lo do que qualquer outra pessoa...