9 de maio de 2014

Como Viver Eternamente - Sally Nicholls

Livro: Como Viver Eternamente (Ways To Live Forever)
Autor (a): Sally Nicholls
Número de Páginas: 232
Editora: Geração Editorial (parceria)
Compre aqui.

Sinopse: Sam ama fatos. Ele é curioso sobre óvnis, filmes de terror, fantasmas, ciências e como é beijar uma garota. Como ele tem leucemia, ele quer saber fatos sobre a morte. Sam precisa de respostas das perguntas que ninguém quer responder. ”Como Viver Eternamente”, é o primeiro romance de uma extraordinária e talentosa jovem autora. Engraçado e honesto, este é um livro poderoso e comovente, que você não pode deixar de ler. A autora tem apenas 23 anos e embora seja seu primeiro livro, ele está sendo lançado em 19 países, dirigido a crianças, adolescentes e adultos. 

Quando recebi Como Viver Eternamente pensei que seria um livro dramático, triste e sofrido. Tive uma grata surpresa quando me envolvi com Sam, um garoto de onze anos que tem leucemia. A doença já se manifestou três vezes ao longo de sua curta vida, porém nessa última etapa ele sabe que vai morrer.

Com esse pensamento Sam decide escrever um livro, isso com a ajuda de seu melhor amigo Felix e de sua professora a Sra. Willis. Nesse seu livro ele conta como passa seus dias, os seus medos, fala sobre sua família e de uma maneira honesta trata da doença que tem.

Como Viver Eternamente é um dos livros mais lindos que li na vida. Emocionante, nos toca profundamente. Fiquei bastante emotiva enquanto lia esse livro, ainda mais por Sam ser uma criança, sempre quando me deparo com algo assim penso que isso não e justo.

Vocês podem pensar que Sam é um garoto melancólico, infeliz, mas não, ele é alegre e aceita tudo que está acontecendo a sua volta de uma maneira que me surpreendeu. O que na verdade ele quer fazer é divertir-se, aproveitar os últimos momentos e assim ele faz listas das coisas que quer fazer, responde perguntas que ninguém ousaria responder e leva nós leitores aos risos e lágrimas, é impossível não ficar triste pelo fim que se aproxima, mas ao mesmo tempo ficamos felizes por ele realizar todas suas vontades e viver plenamente seus últimos momentos.

Outro ponto que me chamou atenção foi sua família, sua mãe está sempre a seu lado apoiando em tudo que for preciso, já seu pai parece que vive em constante negação, achando que seu filho não será curado, mas no livro é Sam quem consola seu pai nos momentos difíceis.

Eu sabia o que ia acontecer no final, por isso não me surpreendi e não fiquei triste, fiquei com um sentimento de conforto, não sei explicar. Eu poderia chorar rios de lágrimas, porém isso não aconteceu, pelo contrário, quando virei às duas últimas páginas e vi o tinha ali fiquei com um sorriso besta no rosto, ali tive a certeza de que Sam fez tudo que queria, bateu todos os recordes e realizou todos os seus sonhos.

A Sra. Willis começou:
- Certo – disse ela, quando mostrei a pergunta. – Por que Deus faz as crianças adoecerem? O que você acha? Quantas respostas você terá ante do meio-dia?
Felix disse:
- Ele não existe. Isso é óbvio. É por isso.
- Isso não é uma razão – eu disse.
- Claro que é – retrucou Felix. – Ele pode não existir. Vai, escreve aí.
Eu escrevi.
1. Ele não existe.
- Número dois – ele disse, se inclinando para a frente. – Número dois: Ele existe, mas é secretamente mau. Gosta de torturar criancinhas só por diversão.
- Eu não vou escrever isso! – eu disse.
- Por que não? – perguntou Felix. – Pode ser verdade. E não me diga que você nunca pensou nisso.
Não respondi.
- Então, vamos – disse Felix. – Número dois. Vai, escreva.
2. Deus é realmente mau.
- Tudo bem, mas agora só vamos pôr as coisas boas – disse eu, firme. 
- Não tem nenhuma coisa boa – disse Felix. – Como poderia ter? Se alguém da câncer a criancinhas, então esse alguém não pode ser bom.

Leitura recomendada.

Postagem válida para o Top Comentarista maio.

8 comentários

  1. cara esse livro deve ser muito meigo, to querendo já.

    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  2. Esse livro parece ser incrível, emocionante! Já fui de cara com o Sam, amo personagens assim sabe? Que nos cativam... Adorei a trama do livro, espero muito ter oportunidade de lê-lo. <3

    ResponderExcluir
  3. Oie!
    So vejo resenhas positivas dele e parece ser emocionante. Quero ler.
    A capa é linda.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Ai já até imagino mais ou menos o que acontece no final.
    Mas voce foi uma das poucas que não chorou, pois quase todas resenhas que vejo todo mundo chora.
    Quero muito ler ele.


    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Sou MUITO besta! Já to chorando só de ler sua resenha. Odeio livros assim, mas estou muito curiosa para ler este. Sua resenha me abriu mais ainda a mente para começar a aceitar a estória.

    Beijos, http://porredelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Tenho lido varias resenhas desse livro e sempre fico só babando.
    A história prece ser bem emocionante, não por falar de morte e de doença, mas pela vontade de viver de Sam.

    Bjok

    ResponderExcluir
  7. Eu sou uma pessoa com lagrimas para dar e vender. Então mesmo que eu saiba o que acontecerá no final eu com certeza irei chorar muito.
    A história parece ser linda e acho que vou me envolver facilmente com o personagem.
    (lagrima, lagrimas, lagrimas)
    Bjokas

    ResponderExcluir
  8. Esse livro parece realmente ser muito bonito. Histórias que envolvem crianças com doenças, principalmente leucemia, são histórias lindas demais. Eu quero muito ler esse livro e conhecer mais um pouco sobre o Sam e como ele é realmente feliz com a sua situação, isso é super bonito de se ver.
    Beijos

    ResponderExcluir